27 fevereiro, 2008

Olá! Olá!
Venho contar-vos que ando muito entusiasmada a ver a lista das "Lutadoras em Espera" a diminuir, embora eu ainda não a tenha actualizado, e ainda mais porque tudo parece que está a correr bem...
Assim, deixo aqui os Parabéns às já mamãs Criolinha, Pat e Freebrowny... que a esta hora devem estar a viver uma experiência fantástica!
Ao mesmo tempo, com estes acontecimentos já me decidi a fazer a mala e vou tentar que seja hoje ainda... não vá chegar logo a minha vez também.
Tive de repetir a análise da glicemia, pois acusou um valor um pouco elevado. Essa análise é semelhante mas pior um pouco, pois a bebida em vez de ser de 50g é de 100g de glicose e temos de tirar sangue de 60 em 60min durante 3 longas horas. Resultado: tenho um valor alterado, pelo que terei mais cuidado com a alimentação, e a médica disse-me que daqui a 3 ou 4 semanas iria repetir a análise... o que ela não se deve estar a lembrar é que nessa altura o meu ovinho já cá está e por isso estou com esperança que já não seja necessário.
Por último, na próxima 4ªfeira vou fazer o meu primeiro CTG (Cardiotocografia), estarei com 37 semanas e 5 dias e lá vamos nós registar os batimentos cardíacos do ovinho e as contracções uterinas (que eu continuo sem saber o que são). Em breve busca na net confirmei que vamos avaliar se o feto tem insuficiência na oxigenação cerebral por motivos placentários, posicionais ou compressões do cordão umbilical, como por ex o cordão enrolado no pescoço. Vira essa boca para lá...

18 fevereiro, 2008

Como vamos...

9º - Mês
O bebé mede 51 cm e pesa 3,4 kg. Está preparado para nascer. (mas eu não...)
Todo o corpo pesa, há dificuldades na locomoção e movimentos, mas há que insistir nas caminhadas e nos exercícios de respiração e relaxamento. As dores nas costas, a falta de posição para dormir e a ansiedade impedem um sono tranquilo e estável. (é para me ir preparando para as noitadas depois...)
Nestas últimas semanas, as visitas ao médico passam a ser semanais; é o momento de esclarecer todas as dúvidas que ainda existam, e escolher, definitivamente o tipo de parto a ser feito. (normal com epidural e rapidinho, se faz favor...)
Mais do que nunca, ficar atenta aos sinais de alarme: Um sangramento nesta altura, pode significar o deslocamento prévio da placenta, ou seja, a sua separação do útero antes da hora do parto, e que vai deixa o bebé sem oxigénio e nutrientes; Caso aconteça, correr imediatamente para a maternidade.

Final do nono mês: a barriga desceu (não sei se desceu mas que o sinto cá mesmo em baixo, sinto, e de vez em quando é cada pontapé cá em baixo que até vejo estrelas) e as contracções, que começaram lá pela 28ª semana (ainda não dei por nada), intensificam-se e chegam em intervalos cada vez menores; quando surgirem a cada 20 minutos, é hora de seguir para a maternidade, com ou sem o rompimento da bolsa das águas. Em breve, o bebé irá nascer. Para a alegria de toda a família.

Orientações:
- Um banho morno, de preferência de banheira, e um chá de camomila ou tília, antes de se deitar, ajudam a relaxar e a dormir melhor. (prefiro o leitinho quente)
- Abasteçer a despensa para, tão cedo, não pensar em supermercados e compras. Não são horas de carregar sacos ou empurrar carrinhos com abastecimentos. (o maridão depois trata disso)
- Passar uma tarde no salão de beleza e cabeleireira; cortar o cabelo, acertar as sobrancelhas, cuidar das mãos e dos pés e porque não, alguma depilação a fazer? Tudo para receber confortavelmente e com boa aparência o tão desejado bebé. (Quando chegar às 38 semanas trato disso)

Tenho a certeza que vou ter saudades desta barriga e de te sentir cá dentro de mim, a comunicares comigo... e como eu já te percebo... e quando passseamos e vemos aquele olhar ou ouvimos aquele comentário... e ficamos os dois ainda um pouco maiores...

14 fevereiro, 2008

Para ti... que sei que vens cá espreitar sempre...



11 fevereiro, 2008

Vida de grávida

Já nem me lembro quando foi a última vez que me estatelei no chão... foi há mesmo muito tempo...
Pois ontem foi um dia de azares.... a sensibilidade de grávida fez das suas e pôs-me a chorar sem motivo nenhum. Apenas estava em triste, sem perceber porquê (o mais provável é por estar sem trabalhar este tempo todo), e as lágrimas resolveram cair a fio.
Como isto não bastava, quando saí para beber café, torci o pé e fiquei de quatro no chão. Larguei o lixo que ía despejar e consegui pôr as mãos à frente... e lá larguei mais umas lágrimas que ainda cá tinham ficado retidas ;) mas não nos magoámos!
Na parte da tarde, para compensar e como fui a uma festa de anos, acabei por me abastecer de doces, mais do que a conta, para ver se me recompunha.
À pouco fui buscar o resultado de umas análises que tinha feito a semana passada e parece-me que o resultado da glicemia está um pouco alto... se eu tivesse picado o dedo ontem à noite então tinha rebentado a escala... ;) Não entendo muito bem este resultado porque eu tenho evitado ao máximo comer doces... a ver vamos o que diz a médica.

04 fevereiro, 2008

Ora vou, ora não vou...

... tipo iô-iô, tão a ver?
Falo de voltar ao trabalho.
Como vos disse a minha obstetra mandou-me ir trabalhar a 6 semanas de fim da gravidez.
Eu pedi-lhe para não me mandar porque já que fiz o sacrifício até aqui, por mais 6 semanas também aguento e acho que é a decisão mais acertada.
Em primeiro lugar, para quem esteve este tempo todo em casa agora ir no último mês trabalhar com crianças de 10 anos, e ter de estar de pé muitas horas (pois porque não se dá aulas a crianças de 10 anos sentada), era um bocadinho forçado... Em segundo lugar, os alunos tiveram a mesma professora durante todo o ano, eu agora ía interrompê-la por 1 mês e depois tinham de abrir novo concurso (mais 2/3 semanas sem aulas para eles) para lá colocar um terceiro professor... se eles já têm péssimos resultados a Matemática agora imaginem com estas trocas baldrocas.
Fiquei um pouco decepcionada com a minha médica por não ter sido sensível a estes argumentos mas fazer o quê? Em termos médicos, ela deu-me a correcta assistência e daí não posso dizer nada antes pelo contrário, sempre me deu todas as explicações que pedi.
No entanto, hoje agarrei em mim, e fui falar com o meu médico ao Centro de Saúde, saber a opinião dele. Achei que ele me ía dar um raspanete e mandar trabalhar, dizer que estava era a ser preguiçosa mas ele foi peremptório em dizer que por um mês realmente não fazia sentido nenhum e antes que eu pedisse, já o atestado estava passado...

01 fevereiro, 2008

Actualizando...

Ontem postei tão à pressa que até me esqueci de dizer o mais importante...
Já fiz a eco morfológica das 32 semanas... vi o meu "ovinho da Páscoa" e está tudo bem com ele... já pesa 2 o86gr, está em posição de nascer mas vamos esperar mais um pouco, para quê a pressa, não é?... e virou-se para as minhas costas e escondeu a cara. Acho que está zangado porque o pai e a mãe ainda não decidiram como se vai chamar ;)